segunda-feira, agosto 31, 2009

CHIBOLETE OU SIBOLETE?


Jz 12.4-6



INTRODUÇÃO
O livro de Juízes trata do assentamento do povo de Israel na terra prometida. Período que antecede a monarquia, aproximadamente 300 anos desde a morte de Josué. O governo se dava por meio de juízes. Apostasia  opressão  arrependimento  libertação.
O texto trata da sexta apostasia do povo de Israel, que se encontrava quase totalmente entregue à idolatria. O castigo veio por meio dos amonitas. Clamaram ao Senhor, porém pela primeira no livro vemos que Deus se recusou a ouvi-los (Jz 10.16), lembrando-os dos livramentos anteriores (Jz 10.13).


I. CONTEXTO HISTÓRICO (Jz 10.6-12.7)
1. O homem Jefté, hb. “Deus abre” (11.1-11)
a) Filho de Gileade, famoso pela sua heróica ousadia;
- por ser filho de uma prostituta, foi expulso da casa de seu pai pelos outros irmãos, para não ter direito a herança;
- habitou na terra de Tobe (frutífera, boa), junto com homens levianos, indisciplinados e violentos;
- sua atuação se deu na porção oriental do país (transjordânia);
- tornou-se poderoso guerreiro, líder de um violento bando de aventureiros (roubos e assaltos);
b) Chamado de volta do exílio para liderar Israel no combate contra os amonitas (11.4-11)
- diante da opressão Israel reconhece a fama de Jefté, se humilham, colocando-o na posição de um pequeno rei;
- o indesejável torna-se desejável, de bastardo a rei local, da zombaria para aplausos;
- no meio da crise pessoas de atitudes se sobressaem, tenha atitude e sua vida vai mudar;
- o preço da ajuda era ser o líder no tempo de guerra e também de paz;


2. O livramento veio por intermédio de Jefté (Jz 11.12-40)
a) Tenta negociar a possessão das terras com o inimigo em vão;
- o Espírito do Senhor veio sobre ele, capacitando para a liderança militar;
b) Faz um voto precipitado a Deus, de que, ao retornar de Amom em paz, devotará a Deus a primeira pessoa que de sua casa sair ao seu encontro (11.30-31);
- sacrifício humano, mostra a situação dos valores morais e espirituais em Israel (Lv 18.21);
c) Subjuga Amom (11.32-33) e ao voltar para casa, em Mispá, é a sua própria filha que lhe sai primeiro ao encontro, correndo, com alegria pela vitória de Deus (11.34-40);
d) Jefté cumpre o seu voto, não mediante sacrifício humano, pagão, segundo os ritos do baalismo, mas devotando esta filha única ao serviço exclusivo na casa de Deus, para Seu louvor.
- tentou comprar favor de Deus, transformando o júbilo da vitória em comoção e tristeza;


II. CIÚMES DOS EFRAIMITAS (Jz 12.1-7)
1. O protesto dos efraimitas (12.1-4)
a) Se levantam contra Jefté porque não foram convocados para lutar contra Amom;
- descontentamento por Jefté ter negligenciado sua ajuda;
- havia disputa pela liderança do território, Jefté após a vitória ameaçava sua autoridade;
b) Na sua arrogância os efraimitas montam um exército e marcham contra Jefté;
- dá a entender pelo texto que os efraimitas foram convocados e negaram ajuda;
- Jefté atribui a vitória a Deus, mesmo com um exército desfalcado alcançou êxito;
- insultando os gileaditas de fugitivos e parasitas, não temeram o vitorioso Jefté;
c) O perigo da rebelião
- com hostilidade rejeitam as argumentações de Jefté, invejando sua vitória;
- contenda gerada por jactância, individualismo, fama, status, posição, ... trazem sérios prejuízos;


2. São repelidos por Jefté (12.5)
a) De uma guerra externa a uma guerra civil;
- os gileaditas tiveram uma vitória esmagadora, perseguindo e matando sem nenhuma compaixão;
b) O rio Jordão não podia ser atravessado em qualquer lugar;
- os gileaditas tomaram os vaus dos Jordão (lugares que se podiam passar);
- evitaram a fuga dos efraimitas;
3. A verdadeira identidade (12.6)
a) Na fuga os rebeldes não podiam ser distinguidos por sua aparência;
- os efraimitas ao chegarem a terra prometida se estabeleceram na parte central da Palestina, porém se mantiveram longe dos demais;
- não procuraram agregar as demais tribos, se opuseram a alguns personagens bíblicos, criaram seu próprio dialeto, perderam a antiga identidade;
- o perigo do nada a ver, tudo é lícito, ...;
b) O sotaque revela a origem;
- sabiamente todos aqueles que negavam origem efraimita eram submetidos a um teste de pronuncia;
- no Brasil temos vários sotaques que revelam a região de nascimento;
- os efraimitas não conseguiam pronunciar o som “x”, sendo assim facilmente detectados;
c) A senha para a vida era a palavra “chibolete”;
- chibolete significa grão de ceral;
- os efraimitas não pronunciavam “Chi” (xi) e sim “si”, isto é, sibolete;
- morrem ao todo, 42.000 efraimitas nos vaus do Jordão;
- este fato proporcionou o fim da guerra civil, conferindo a Jefté paz e descanso, por seis anos, quando morreu (12.7).


III. A IDENTIDADE DO CRISTÃO
1. Os falsos cristãos terão um triste fim:
a) “Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade.” (Mt 7.22-23);
- naquele dia o joio será separado do trigo e lançado no fogo (Mt 13.30);
b) Deus conhece o interior, não adianta fingir que é santo e salvo (1Sm 16.7; Pv 20.27);
- não adianta ficar na igreja e no mundo, quem age assim, saiba que Deus já o rejeitou (Mt 6.24);
- não adianta vestir-se como crente, falar como crente, se por dentro é sepulcro caiado;
- o lobo pode vestir-se como ovelha, produzir sons de ovelha, comer capim, mais ainda é lobo;
c) Sinais da decomposição:
- apatia, falta de tempo para a obra de Deus, desânimo, individualismo, inveja, egoísmo, auto-suficiência, subjugar o humilde, dissensão/fofocas, e outros males;
- a falta de comunhão com o corpo conduz o membro afastado a decomposição (pecado e morte);


2. Deus quer o todo e não o resto
a) Quando nos afastamos do Senhor e da igreja;
- desenvolvemos comportamentos diferentes daqueles que irão herdar a vida eterna (Gl 5.19-23);
- deixamos de expressar o fruto do Espírito, dando projeção ao homem carnal (1Pe 2.11);
b) A totalidade humana (Mc 12.30):
- “de todo o seu coração”  homem emocional;
- “de toda a sua alma”  homem espiritual;
- “de todo o teu entendimento”  homem racional;
- “de todas as tuas forças”  homem físico;
c) Falar “chibolete” é:
- ter intimidade com Deus e comunhão com o próximo;
- ser fiel em todo o tempo, fazendo a vontade do Pai (Mt 28.19-20; Lc 4.18-19; 2Pe 3.9);
- viver em santidade de vida pela orientação do Espírito Santo;
- refletir Cristo em nossa vida, para que o mundo seja transformado (Rm 12.1-2);
- é amar o próximo como Cristo nos amou (Ef 5.1-2).
d) Que identidade é a nossa? Que aparência temos?
- é difícil sabermos quem é cristão ou não.
- não há diferença na aparência: roupa, música, comportamento na sociedade, política,...
- vivemos uma crise de identidade onde viver o Evangelho é vergonhoso e o “ter” sobrepõe o “ser”;
e) Deus conhece os seus e com eles têm compromisso.
- vida em pecado, sem estar cativa a Jesus, não tem como ser abençoada (Jo 15.7);


CONCLUSÃO
“Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.” (Mt 10.32-33)
“Logo depois, aproximando-se os que ali estavam, disseram a Pedro: Verdadeiramente, és também um deles, porque o teu modo de falar o denuncia.” (Mt 26.73)
“Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego;” (Rm 1.16)
Como o mundo te vê? Como Deus te vê?

6 comentários:

joaquim de paula disse...

HOJE EU COMENTAVA COM UMA AMIGA A RESPEITO DESSA PALAVRA CHIBOLETE E FALANDO PARA ELA, EU PERGUNTAVA Á ELA SE AVIDA DELA DEPENDESSE DE UMA PALAVRA SE ELA SE DEDICARIA A ESSA PALAVRA, ELA DISSE COMO ASSIM? ME EXPLICA DIREITO? EU DISSE VC SABE O QUE CHIBOLETE? ELA DEISSE NUNCA OUVIR FALAR. ENTÃO EU DISSE POR CAUSA DESTA PALAVRA MORRERAM 42 MIL HOMENS ELES NÃO PRONUCIARAM CORRETAMENTE ELA DISSE NOSSA EU QUERO SABER MAIS, ENTÃO PROMETIR A ELA QUE EXPLICAÇÕES E ACHEI TUDO QUE PRECISAVA OBRIGAO PR JOÃO MARCOS ERA TUDO QUE EU PRECISAVA A MINHA AMIGA PAULA VAI FICA MUITO FELIZ COM ESSE CONTEUDO, E EU MUITO MAIS INDA, VAI INRRIQUECER MUITO O MEU APRENDIZADO FOI DE DEUS, GOSTEI MUITO. QUE DEUS CONTINUE ABENÇOANDO O SEUS SERVOS COMO SEMPRE. JOAQUIM DE PAULA, MATIAS CARDOSO MG.

Montanhas. disse...

paz,Pastor eu tive um estudo sobre este texto ,um pastor da igreja maranata ,pregou sobre este tema,chibolete ou sibolete,foi muito proveitoso, porém por ter muito teempo, nao me lembrava mais, hoje vi este texto pesquisando e encontrei novamente,obrigado,vou levar para o púpito da iigreja.a paz.

Anônimo disse...

Muito bom!
Que o Senhor te abençoe cada vez mais é redundante o que eu falei, mas vc entendeu né...?
paz
Alessandra Bernardino

Daniel José Sobrinho disse...

Ao fazer um comentário, evite escrever tudo em maiúsculo, o texto fica feio e seu comentário acaba sendo mais visados que os demais. Ao escrever usando maiúsculas e minuscula fica mais honesto para os outros comentaristas, pois se alguém se interessar pelo seu comentário será pelo conteúdo e nao pelo tamanho da letra. Ok ?

Anônimo disse...

Que bobeira, o que vale é o conteúdo, eu particularmente não vejo como es escrito, mais no comentario, esse comentário e de muita qualidade e bem pensado e elaborado. Que o leitor me perdoe mais é uma bobeira.

Anônimo disse...

A representação imediata suscita a ira! Seja sábio ao comentar pois tu não sabes o grau de entendimento do próximo nem o tamanho da simplicidade.